5 dicas para economizar nas contas de começo de ano

 

Começar o ano no azul, de fato não é uma tarefa fácil. Mas, com um pouco de esforço, dedicação e planejamento de cada um, pode ser determinante para o sucesso financeiro.

Não tenha medo do dinheiro

O dinheiro existe para ser comercializado, negociado e investido. Portanto, falar sobre as finanças, dívidas e contas anuais obrigatórias, devem ser discutidas e incluídas no orçamento familiar, de forma tranquila e nada espantosa.

O ano mal termina, e já aparecem as contas fixas, como: IPVA, IPTU, material escolar e mensalidades da escola das crianças (ou da faculdade dos filhos), seguro do carro, aluguel, DPVAT, condomínio e outros compromissos firmados todo mês.

Planejamento e ação

1ª dica: não procrastine as contas fixas. Encare-as firmemente, destinando uma parte do seu dinheiro para o pagamento total delas.

2ª dica: tenha a consciência de que reclamar do valor das dívidas e contas de começo de ano, não o levarão a lugar algum. Escreva todos os seus compromissos financeiros no papel, atenha-se ao seu salário mensal, e não tente parecer que tem uma vida regalada, baseada em gastos fúteis.

3ª dica: seja criativo e gere uma renda extra, baseado em atividades que você sabe fazer muito bem, como uma fonte de ganhos mensais complementares.

4ª dica: peça descontos sempre. Em contas fixas como IPVA, IPTU, imposto de renda e outros, consulte detalhadamente nos órgãos públicos pertinentes, se você tem isenção em certos pagamentos, como por exemplo, dependendo do ano do veículo, o valor pago é menor.

5ª dica: tenha o controle de todas as suas receitas e despesas, bem como as dívidas em aberto. Escreva também, quais são as suas metas e objetivos de vida, a fim de te darem um motivo a mais para poupar hoje.

Passado, presente e futuro

Não há como mudar o passado, então firme-se no hoje, procurando não cometer os mesmos erros de antes, endividando-se, e deixando de quitar os seus compromissos mensais.

Elimine da sua vida, os gastos desnecessários que estão sugando o seu dinheiro, optando por comprar objetos mais baratos e de qualidade, se for viajar, prefira juntar a família ou os amigos e rachar as despesas.

Antes de gastar um dinheiro que você não tem hoje, pense na sua aposentadoria no futuro, e quanto quer receber mensalmente. Qual será o seu padrão de vida, onde estará morando, e se os seus filhos estarão formados, são algumas questões a se considerar.

Planejar os gastos de começo de ano, pode parecer óbvio, mas no final das contas, é mais abrangente do que se pensa. Use a razão em juntar o dinheiro e pagar essas contas à vista, e recorra à emoção, somente para pedir descontos nos compromissos variáveis (alimentação, lazer etc).  

É preciso analisar o contexto da sua vida, fazer valer o seu direito de cidadão (e não somente os deveres), e cobrar resultados dos responsáveis pela aplicação dos recursos.

Acompanhe também na internet, onde estão sendo empregados os valores pagos nesses impostos.

Mostrar mais

Alinne Souza

Formada em Comunicação Social - Jornalismo. Já teve passagem pela Câmara dos Deputados, atuando como assessora de imprensa e produzindo matérias jornalísticas sobre política.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar