Notícias

Brexit poderá apresentar novo acordo com a Irlanda

Sem dúvida, a aproximação do Brexit têm sido um dos acontecimentos mundiais mais interessantes em termos econômicos. De acordo com as regras estabelecidas, a data prevista para que o evento aconteça é 29 de março de 2019, pouco mais de 2 meses antes da primeira-ministra britânica Theresa May enfrentar alguns impasses em entorno da resolução de problemas no Brexit.

Em resumo, May acredita que a desassociação do Reino Unido à União Europeia pode ser problemática caso alguns acordos não sejam efetivamente estabelecidos. Sendo assim, o mais importante deles se refere à Irlanda e sua fronteira com o Reino Unido. Sobretudo, trata-se de um desacordo entre os dois países a respeito da saída da União Europeia.

Dessa maneira, se tratando de duas regiões diferentes, pode ser um tanto quanto difícil entender os motivos pelos quais essas desavenças possam ser tão comprometedoras ao futuro do Brexit. Contudo, basta compreender um pouco da história dessas duas nações para obter mais detalhes sobre aquilo que vem ocorrendo.

Em resumo, a Irlanda pode ser dividida em duas partes, a Irlanda e a Irlanda do Norte. Com isso, a divisão se dá em razões culturais e religiosas, que fizeram com que a Irlanda do Norte se unisse ao Reino Unido por ambas se tratarem de regiões com povo predominantemente protestante, ao contrário da Irlanda, de maioria católica.

Hoje, a Irlanda do Norte possui o título de república independente e, apesar de ter passado muitos anos sob controle do Reino Unido, desagradou-se ao saber das intenções do Brexit. Em vista disso, a Irlanda do Norte decidiu romper vinculo governamental com o Reino Unido após os representantes de Londres mostrarem-se favoráveis ao acontecimento.

Sendo assim, uma das maiores preocupações políticas acerca de prejuízos econômicos e sociais é a necessidade de estabelecer uma barreira física entre os países. Por conseguinte, alguns representantes britânicos, como Theresa May, passaram a alegar problemas no prosseguimento do Brexit e apresentar possíveis soluções.

Entre tentativas e rejeições

Nesse meio tempo, a premiê britânica sofreu com a rejeição de seu plano pelo parlamento na última terça feira, 15 de janeiro de 2019. Ainda assim, há tempo para a apresentação de um novo plano, o que permitiu que Theresa May passasse a cogitar um acordo com a Irlanda para estimular o sucesso do Brexit.

Etiquetas
Mostrar mais

Lucas Dadalt

Físico Médico com formação pela USP e atualmente cursando mestrado em Física Aplicada a Medicina. No momento trabalho em tempo parcial com programação e produção de conteúdos nos mais variados temas como, por exemplo, finanças, investimentos, saúde e marketing.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Fechar
Fechar