Investimentos

Crédito imobiliário cresce 53% graças a poupança

Os financiamentos referentes à compra de imóveis, com os recursos usados do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimos – SBPE, aumentaram 53,3% na comparação deste ano.

Apurações mensal e anual

Na comparação mensal, feita pela Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança – Abecip, o crescimento foi de 15,2%, equivalente a 5,66 bilhões de reais.

Esse foi o segundo melhor resultado do ano, com o mês de agosto ficando em primeiro lugar, somando 5,67% bilhões de reais com financiamento de imóvel.

Do mês de janeiro a outubro deste ano, cerca de 46,5 bilhões de reais foram em financiamentos para imóvel, o equivalente a 28% dos primeiros 10 meses do ano de 2017.

A construção de casas e apartamentos, também aumentou cerca de 185,2 mil imóveis de janeiro a outubro, o que representa um percentual de 25%, sobre o mesmo período do ano anterior.

Somente no mês de outubro, mais de 23,1 mil (46,3%) imóveis foram financiados, mais que o mesmo mês de 2017, e 11,5% acima do mês de setembro.

Instituições de Financiamento de Imóvel – Quadro econômicodo Brasil

No ranking de instituições que liberaram financiamento de imóveis para os brasileiros, estão:

1º lugar: Banco Bradesco;

2º lugar: Banco Caixa Econômica Federal;

3º lugar: Banco Itaú (Unibanco);

4º lugar: Santander Brasil;

5º lugar: Banco do Brasil;

O preço dos imóveis em todo o país, vem sofrendo uma queda desde o ano de 2014, considerando a inflação nesse período. Esse desempenho reflete um mercado mais aberto a negociações de financiamentos, tornando-se vantajoso para o consumidor.

Com a eleição de Jair Messias Bolsonaro à presidência do país, a tendência é que tenha mais investimentos em todos os setores, a fim de aquecer a economia, e passar confiança ao investidor brasileiro ou estrangeiro.

Vale a pena, portanto, esperar 2019 chegar para adquirir um imóvel próprio, conseguindo assim melhores taxas de financiamento, preços de mercado acessíveis, e muita oferta de casas e apartamentos excelentes, em vários lugares do Brasil.

Enquanto isso, muitos brasileiros estão investindo dinheiro, seja na poupança, nas corretoras, ou na Bolsa de Valores, a fim de acumular uma boa quantia para dar de entrada no imóvel dos sonhos, ou abater as parcelas do financiamento deste.

O quadro econômico do Brasil, tende a melhorar e a crescer, só é preciso tomar cuidado, na hora de adquirir um imóvel muito barato para revender mais caro depois, pode ser mais difícil de conseguir, pois a inflação pode subir ou descer, desvalorizando o produto.

O melhor jeito de fazer um bom negócio, é pesquisar muito, cotar preços, juntar um dinheiro, desafogar um pouco as contas em casa, unir as rendas dos moradores do lar para dar entrada no financiamento, e usar o FGTS (Fundo de Garantia), para ajudar a pagar pelo seu imóvel próprio.

Na conversa com o gerente do banco, pode-se ver a possibilidade de diminuir o tempo de financiamento, com parcelas que cabem no seu bolso, a fim de abater um pouco os juros pagos mensalmente.

 

 

Show More

Gabriele Nascimento

Formada em Contabilidade fiz especializações em Mercado Financeiro, escrevo no G&M desde 2018.

Related Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Close