Notícias

Dólar fecha em alta nessa quinta-feira

Após passar por queda repentina na última quarta-feira, 23 de janeiro de 2019, quando a sequência de seis altas seguidas foi interrompida, o dólar teve forças para fechar em alta nessa quinta-feira. Em resumo, estão envolvidos na oscilação de valor da moeda americana os acontecimentos do Fórum Econômico Mundial, declarações do presidente do Banco Central Europeu e a alta da Bolsa de Valores de São Paulo.

Sendo assim, o dólar foi negociado ao longo do dia com valor mínimo de 3,73 e máximo de 3,79, com fechamento em 3,77, uma boa média. Desse modo, a taxa de avanço foi de 0,23% ante o real, depois de uma queda de 1,1% no dia anterior. Ainda assim, houveram resultados positivos quando analisada a situação em períodos maiores.

Nas análises semanais, por exemplo, o dólar passa pela segunda alta seguida, finalizando a semana com avanço de 0,43%. Vale lembrar que essa semana, em especial, se encerra na quinta-feira, uma vez que se trata de um feriado pelo aniversário da cidade de São Paulo, onde opera a bolsa de valores local.

Zona do Euro

Um dos fatores com maior influência sobre a alta do dólar nessa quinta-feira se refere à Zona do Euro. Sobretudo, nessa data, o presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, discursou a respeito de uma expectativa de crescimento reduzida para a União Europeia, o que impactou a rotina de investimentos.

Em resumo, as perspectivas negativas estão diretamente relacionadas à saída do Reino Unido da União Europeia, o Brexit. Desse modo, trata-se de um país que contribuía positivamente para os resultados do BCE. Além disso, dados que confirmam a desaceleração da economia chinesa também influenciaram na redução de expectativas pelo Banco Central Europeu.

Etiquetas
Mostrar mais

Lucas Dadalt

Físico Médico com formação pela USP e atualmente cursando mestrado em Física Aplicada a Medicina. No momento trabalho em tempo parcial com programação e produção de conteúdos nos mais variados temas como, por exemplo, finanças, investimentos, saúde e marketing.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Fechar
Fechar