Turismo

Empresários temem mudanças no turismo baiano

A saída do atual secretário estadual de Turismo, Domingos Leonelli, que deixa o governo no final de dezembro para coordenar a campanha ao governo da senadora Lídice da Mata, está preocupando empresários ligados ao setor. Isso porque, tanto a Secretaria de Turismo (Setur) como a Bahiatursa vêm sendo alvo de disputa de partidos. O receio do trade é que, com a entrada de novos integrantes na condução do turismo, o planejamento de longo prazo montado para o setor nos últimos anos seja prejudicado, o que significaria prejuízo irremediável.

A preocupação levou o Conselho Baiano de Turismo (CBTur), entidade que congrega as 12 mais representativas entidades do setor, a encaminhar carta ao governador do Estado, Jaques Wagner, pedindo que “não se permita que possíveis postulações políticas” possam prejudicar o turismo, setor que movimenta R$ 7,8 bilhões/ano, equivalente 5,7% do PIB estadual. Além de importante vetor para a economia, a CBTur ressalta que o momento é estratégico para o turismo por conta da Copa de 2014 e a visibilidade do país no mundo, aliado ao clima eleitoral, que podem refletir no turismo e na sua recuperação.

No documento, a CBTur pede que o governador privilegie quadros técnicos para condução do setor. “Nos últimos sete anos, foi montado um quadro de lideranças na Setur e Bahiatursa, que se familiarizou com a sua rotina e gerou uma segurança organizacional, a qual vem sendo responsável pela condução dos destinos da política de desenvolvimento do turismo no Estado”, frisa o presidente da CBTur, Sílvio Pessoa.

Etiquetas
Mostrar mais

Wesley Silva

Jornalista pós-graduado em mídia e redes sociais e jornalismo com passagens pelo Portal R7, Jornal do Trem, Impacto Comunicação.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar