Bancos

Financiamento do supermercado Allfunds cresce com acordo do Credit Suisse

O Allfunds Group, da Espanha, está comprando a InvestLab, plataforma de fundos de investimentos business-to-business do Credit Suisse, por uma quantia não revelada, à medida que a indústria de serviços de investimento se consolida para colher os benefícios da escala.

O negócio da Allfunds com o Credit Suisse

O Credit Suisse terá uma participação de até 18% no negócio combinado, disseram as duas empresas na terça-feira. Ele também receberá um pagamento em dinheiro não divulgado.

O banco suíço disse que a transação resultaria em um aumento de 0,5% no retorno sobre o capital tangível (RoTE) neste ano, que analistas da Zuercher Kantonalbank disseram que o preço de venda “deve ser relativamente alto”.

Mesmo assim, os analistas disseram que o acordo para combinar o que essencialmente são supermercados de fundos digitais teria pouco impacto nos negócios operacionais do Credit Suisse.

“Esta transação é realmente um espetáculo à parte” para o Credit Suisse, disse Javier Lodeiro, da Zuercher Kantonalbank, acrescentando que a margem bruta para o negócio combinado da Allfunds-Investlab de ativos sob custódia provavelmente era “extremamente fina”.

Allfunds se considera a maior rede de distribuição de fundos institucionais do mundo e disse que a combinação com o Credit Suisse InvestLab ofereceria 78.000 produtos de investimento para instituições financeiras em mais de 45 países, com ativos sob gestão chegando a 500 bilhões de euros (US $ 570 bilhões).

O Credit Suisse está saindo do controle em meio à consolidação em uma área de negócios voltada para a tecnologia, na qual a escala se tornou mais importante, criando oportunidades para que a Allfunds ganhasse volume.

O fundo soberano de Cingapura GIC e o investidor de private equity Hellman & Friedman compraram a Allfunds em 2017 do Grupo Intesa Sanpaolo, do Grupo Santander, da General Atlantic e da Warburg Pincus.

“No futuro, o Credit Suisse utilizará a plataforma de negócios combinada para distribuir fundos mútuos e ETFs (fundos negociados em bolsa)”, disse o banco suíço em comunicado.

A InvestLab tem cerca de duas dúzias de funcionários, que manterão seus empregos com a transação, disse um porta-voz.

“A combinação permitirá à Allfunds acelerar e expandir seu investimento no desenvolvimento de novos serviços e soluções para o benefício do ecossistema de fundos, incluindo gestores de ativos, distribuidores de fundos e outros intermediários”, disse Allfunds.

“Com este arranjo, a Allfunds continua sua expansão global em novos territórios, consolidando as ambições de negócios na Ásia e na Europa Central”, acrescentou Allfunds, dizendo que a Suíça se tornaria um importante centro de negócios após o acordo, que deverá ser concluído no início de 2020.

A InvestLab oferece aos distribuidores acesso a mais de 46.000 produtos de mais de 170 fornecedores em todo o mundo, com ativos sob gestão chegando a 140 bilhões de francos suíços (US $ 144 bilhões).

Fontes:Reuters

Etiquetas
Mostrar mais

Danime Mennitti

Graduada e Mestre em História. Faço parte da equipe de redação do portal Gente e Meracado Além de professora e historiadora, sou redatora web freelancer/autônoma.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar