Industria & Comércio

Fórum Econômico Mundial: Bolsonaro vai a Davos participar da reunião

Nesta última segunda-feira, dia 07 de janeiro de 2019, o Palácio do Planalto confirmou a ida do presidente brasileiro Jair Bolsonaro no Fórum Econômico Mundial, que deve acontecer em Davos na Suíça, marcando o início das viagens e acordos internacionais.

A reunião acontece na cidade de Davos, Suíça, entre os dias 22 e 25 de janeiro, reunindo cerca de 250 autoridades do G20 e também de outros países emergentes. O G20 é o grupo com os líderes das 20 principais economias do mundo.

Neste fórum está previsto que os líderes mundiais discutam a construção de uma agenda econômica global, regional e industrial que contenham pontos em comum. Essa agenda vem sendo chamada por especialistas de Globalização 4.0.

Últimas participações do Brasil no Fórum Econômico Mundial

Na última década, os presidentes brasileiros só estiveram marcando presença no fórum, em duas únicas oportunidades. A última foi em 2018, quando o presidente Michel Temer foi a reunião, algo que não acontecia nos últimos três anos.

A última e única vez que a ex-presidente Dilma Rousseff participou da reunião econômica foi em 2014. Já no governo Luiz Inácio Lula da Silva, o ex-presidente compareceu ao fórum econômico nos anos de 2003, 2005 e também em 2007.

Fórum Econômico Mundial 2019

O tema deste encontro de 2019 será com base na quarta revolução industrial, ou a chamada Globalização 4.0, onde a evolução tecnológica estará presente em praticamente todas as negociações e outros elementos da economia.

A reunião visa moldar uma arquitetura global para os setores industriais. Haverá cinco princípios básicos, que devem ser discutidos nesta reunião. Entre eles estão:

  • Toda a coordenação internacional precisa ser alavancada quando houver uma ausência de cooperação multilateral;
  • Todo o diálogo deve ser direcionado a todas as partes interessada neste processo, sendo algo crítico e fundamental;
  • Toda a globalização deve conter elementos responsáveis aos interesses regionais, nacionais e internacionais, além de responder a estes interesses;
  • Todo o crescimento de forma global deve ser sustentável e também inclusivo para a sociedade;
  • Todos os desafios globais precisam ser solucionados através de esforços entre empresas, governo e também da sociedade, na forma mais colaborativa possível.

O Fórum contará com um texto de apresentação no qual destaca as incertezas, fragilidades e controvérsias sem precedentes, na atual relação dos países em meio a crises econômicas, que devem ser consideradas na gestão.

Outros temas que devem ser abordados nestes quatro dias em Davos estão relacionados ao futuro da economia global, capital humano, cibersegurança, sistemas industriais e também diversas outras questões geopolíticas.

Agenda de Bolsonaro

O presidente Bolsonaro tem uma agenda cheia neste mês de janeiro, onde diversas decisões, parcerias e apresentações de projetos devem ser iniciadas. Entre as principais está a Reforma da Previdência, que deve ser apresentada já no final de janeiro ou início de fevereiro e também outra promessa de campanha com relação à proposta que facilita a posse de armas.

Etiquetas
Mostrar mais

Wesley Silva

Jornalista pós-graduado em mídia e redes sociais e jornalismo com passagens pelo Portal R7, Jornal do Trem, Impacto Comunicação.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar