Imóveis

Investir em imóveis ou ficar no aluguel? – Saiba tudo!

Muitos tem dúvidas sobre o que melhor, comprar um imóvel ou alugar

Antes de comprar ou alugar um imóvel, deve-se considerar alguns detalhes importantes, como: valor de mercado, endereço da residência, parcelas do financiamento, custo-benefício, e entre outros.

Mas, a pergunta que muitas famílias se fazem antes de investirem em um imóvel, é: compensa comprar uma casa/apartamento, ou alugar um imóvel?

Porque alugar pode ser um bom negócio a longo prazo

A ideia que a maioria das pessoas têm, é que alugar um imóvel pronto, é perder tempo e dinheiro, já que o melhor negócio é comprar uma casa nova.

Deve-se observar, porém, o preço dos juros de um financiamento de um imóvel, pois, somando-se todos os custos, pode ser que o consumidor pague por duas casas, ou dois apartamentos, por exemplo.

Pode ser mais rentável, investir o valor de entrada na casa, em uma aplicação que renda mais por mês, para assim conseguir quitar uma parte maior do imóvel no futuro, aproveitando um cenário com juros mais baixos.

Se você optar por pagar o imóvel à vista, deve-se observar a taxa de valorização incidente sobre o bem, em contrapartida com o rendimento da aplicação financeira.

Caso o rendimento do seu investimento, seja maior que a taxa de revenda do imóvel, é preciso negociar o preço deste, a fim de não perder dinheiro com uma casa ou apartamento, que valha menos do que você está pagando.

Financiamento do imóvel

Se o imóvel for financiado, deve-se levar em consideração os seguintes fatores: o prazo do financiamento, o valor total do imóvel no final, e quanto de dinheiro seria destinado para a entrada do mesmo.

Caso o investimento em uma aplicação financeira, feita com o valor de entrada do imóvel, seja maior do que o total pago no financiamento, então compensa mais investir o dinheiro, deixá-lo render, para depois resgatá-lo e comprar o imóvel dos sonhos.

Observe sempre qual é a taxa de juros mensal, aplicada ao financiamento do imóvel, e se tiver dúvidas ou não concordar com o valor, questione o gerente ou responsável da instituição financeira, para que todas as informações sejam claras, sem surpresas desagradáveis na sua conta bancária.

O Brasil possui a cultura da casa própria, onde todos são impelidos a conseguirem o imóvel dos sonhos. Mas, contrariando as expectativas das famílias, dos pais e dos amigos, a melhor opção é aquela que cabe no seu bolso, e não a que o leva a se endividar com o banco no longo prazo.

Cada família tem uma necessidade, seja de espaço, localização, ambientes e cômodos dentro de um imóvel. Forçar a compra de uma casa (ou apartamento) aparentemente barata, pode trazer um custo enorme no futuro, bem como a desvalorização desta, na hora de revendê-la.

Faça pesquisas detalhadas sobre o imóvel que está interessado, bem como as taxas de juros mensais e totais do financiamento. Analisando a sua renda atual, com o valor mensal das parcelas, tem-se uma base sobre a real condição de assumir essa dívida, por longos 30 anos.

Mostrar mais

Jessica Oliveira

Formada em Contabilidade fiz especializações em Mercado Financeiro, escrevo no G&M desde 2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar