Industria & Comércio

Juiz dos EUA não vai bloquear novo empreendimento de saúde da Amazon-Berkshire-JPMorgan

Na sexta-feira, um juiz federal recusou-se a impedir que um ex-executivo da unidade UnitedHealth Group Inc. trabalhasse em um novo empreendimento de assistência médica lançado pela Amazon.com, Berkshire Hathaway e JPMorgan Chase.

A decisão do juiz distrital norte-americano Mark Wolf, em Boston, veio em um processo observado de perto na indústria em busca de pistas sobre os planos futuros do empreendimento, anunciado em janeiro de 2018 com o objetivo de reduzir os custos com saúde.

A unidade Optum da UnitedHealth buscou uma ordem judicial que impedisse David Smith de trabalhar no empreendimento, dizendo que ele poderia compartilhar segredos comerciais que lhe dariam uma vantagem competitiva.

Mas Wolf recusou-se a emitir uma medida cautelar temporária que impedisse Smith de trabalhar no país até o resultado de uma arbitragem, dizendo que a Optum não havia estabelecido que Smith estaria violando um acordo de não trabalhar para um concorrente.

Ele disse que o empreendimento sem nome de Boston, apelidado de “ABC”, não oferece produtos que competem com a Optum, e disse que, se o fizer, um dia, a startup pode se tornar um potencial cliente Optum em vez de seu rival.

“Qualquer previsão sobre o futuro agora seria especulativa”, disse ele.

Wolf disse que a Optum também não conseguiu mostrar que Smith revelou qualquer informação confidencial desde que se juntou à ABC, uma alegação que Smith negou.

A Optum, que fornece gerenciamento de benefícios farmacêuticos e outros serviços, disse em um comunicado que iria “agressivamente” prosseguir com suas ações contra Smith em arbitragem.

O advogado de Smith e a ABC se recusaram a comentar.

Em janeiro, a Optum processou Smith, seu ex-vice-presidente de produtos e estratégia corporativa, alegando que ele violou um acordo de não trabalhar em um concorrente por um ano em troca de ações e opções.

A Optum afirmou que Smith, agora diretor de estratégia e pesquisa da ABC, desviou segredos comerciais que dariam ao empreendimento uma vantagem injusta.

Testemunhando no tribunal no mês passado, Smith argumentou que a ABC não era um concorrente, mas está focada em atender os 1,2 milhão de funcionários de suas três empresas fundadoras.

Jack Stoddard, diretor de operações da ABC, declarou que a ABC está examinando se pode “reinventar o que é seguro em termos de design de benefícios”.

Etiquetas
Mostrar mais

Danime Mennitti

Graduada e Mestre em História. Faço parte da equipe de redação do portal Gente e Meracado Além de professora e historiadora, sou redatora web freelancer/autônoma.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar