Notícias

Primeira-ministra Theresa May lança alerta sobre o Brexit

O Brexit é um processo que vem sendo anunciado pelo Reino Unido desde o ano de 2017. Em suma, trata-se da saída desse país do maior bloco econômico do mundo, a União Europeia, também chamada de UE. Recentemente, o Brexit tem passado por alguns obstáculos e alertas, como aqueles que vem sido feitos pela premiê britânica Theresa May.

Em resumo, pode-se dizer que a saída do Reino Unido pode ser um tanto problemática para algumas áreas do país, como a fronteira com a Irlanda. Por isso, May tentou, inicialmente, elaborar um acordo com a União Europeia antes da ocorrência do Brexit, que está previsto para o dia 29 de março de 2019, para evitar acontecimentos que possam prejudicar o sucesso da desintegração.

Desse modo, o acordo planejado pela primeira-ministra acabou resultando em um documento de 585 páginas, elaborado ao longo dos últimos 17 meses em que ocorreram as negociações entre Londres, capital do Reino Unido, e Bruxelas, capital da Bélgica e da União Europeia. Assim sendo, o acordo sobre o Brexit entrará em votação no Parlamento inglês nessa terça-feira, em meio às súplicas de Theresa May.

De acordo com a premier em suas declarações de segunda-feira, 14 de janeiro de 2019, a não aceitação do acordo proposto pode resultar no fracasso do Brexit. Mesmo que May se mostre favorável à separação, acredita que muitas regras estão sendo violadas ao prosseguir com a mudança de maneira tão drástica.

Vale lembrar que um dos principais fatores que levaram o Reino Unido a optar pelo Brexit diz respeito à crise de refugiados que existe atualmente. Dessa maneira, o país começou a receber um número de estrangeiros descontrolado, que acabou prejudicando a estrutura de alguns países da União Europeia.

Entre as questões mais preocupantes, Theresa May cita a construção de uma barreira entre o Reino Unido e a Irlanda, parte do Brexit que pode violar o Acordo de Paz estabelecido no ano de 1998. Essa parte do documento é chamada de “backstop” e é um dos trechos mais criticados pelos parlamentares britânicos.

Para May, não aceitar o acordo pode ser crucial para que o Brexit dê errado e o Reino Unido retorne ao domínio da União Europeia. Para o desaponto da primeira-ministra, a maioria dos parlamentares mostra-se contrária ao documento por ela planejado, mesmo com suas constantes advertências.

Etiquetas
Mostrar mais

Lucas Dadalt

Físico Médico com formação pela USP e atualmente cursando mestrado em Física Aplicada a Medicina. No momento trabalho em tempo parcial com programação e produção de conteúdos nos mais variados temas como, por exemplo, finanças, investimentos, saúde e marketing.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Fechar
Fechar