Finanças

Real é a moeda que mais se valoriza em relação ao dólar

A valorização do Real e da Ibovespa foram as mudanças que mais se destacaram na economia brasileira, já na primeira semana de 2019. Atingindo marcas jamais alcançadas na história do país, alguns eventos têm tornado o início do ano bastante agitado para os investidores.

Ao todo, o dólar passou por quatro semanas consecutivas em queda, também ocasionada por uma instabilidade no governo americano. Além disso, o planejamento do governo Bolsonaro para a economia causa grandes expectativas. Mesmo assim, o dólar fechou com alta de 0,16% nessa sexta-feira, 11 de janeiro, com valor da moeda à vista em 3,7135.

Além disso, no mesmo dia, outro acontecimento impactante foi a publicação de um ranking pela Austin Rating, uma agência classificadora de risco de crédito de origem brasileira. Nesse artigo, o Real foi citado como a moeda que mais se valorizou no mundo em relação ao dólar nos primeiros dias do ano. Assim, a notícia ganhou repercussão em vários veículos de mídia do país.

Embora o senso comum tenha assimilado os consecutivos acontecimentos com o novo governo, trata-se de uma desaceleração da economia mundial. Ainda assim, essas mudanças foram sentidas com menor intensidade no Brasil.

Vale lembrar que o ranking considerou dados de 143 países do mundo, de um total de 193 nos parâmetros da ONU. Além do dólar, o Real também superou moedas como o Euro, bem como aquelas de economias emergentes como Turquia e México.

No mais, uma das maiores incertezas a respeito da situação é se há mais espaço para queda do dólar. Os especialistas se dividem, mas afirmam que o retorno da estabilidade americana e da prosperidade de sua moeda está próximo.

Desse modo, o mercado de importação tem se tornado bastante próspero nos últimos dias. Sem sombra de dúvidas, essa é uma parcela de investidores que foi bastante beneficiada pela situação atual.

No entanto, existem outros eventos de extrema relevância para que novas análises possam ser realizadas. Muitas vezes citada como a mais importante, a reforma da previdência é a mudança mais aguardada no cenário econômico brasileiro.

A reforma da previdência

Ainda nessa sexta-feira, como forma de dar continuidade às condições favoráveis estabelecidas atualmente, o ministro da Casa Civil Onyx Lorenzoni anunciou uma reunião sobre o assunto com o presidente Jair Bolsonaro, que acontecerá na próxima segunda-feira, 14 de janeiro de 2019.

A aplicação de reformas como essa é cotada desde o governo Temer, com o intuito de permitir o crescimento econômico e diminuir os gastos do Estado. Contudo, esse tipo de mudança tem sua implantação lenta e dificultada, em razão da pressão popular. Sendo assim, essa é uma das maiores preocupações do atual ministro da economia, Paulo Guedes, que acredita que a reforma da previdência possa ser limitada mais uma vez.

Desse modo, mesmo com perspectivas positivas acerca da valorização do Real, tal como a publicação da Austin Rating, não há nenhum posicionamento concreto acerca da manutenção do valor do dólar, da alta do Real, do governo Bolsonaro e sequer do ano de 2019. Nesse momento, o ideal é ter cautela com investimentos baseados em perspectivas de longo prazo, com o intuito de diminuir riscos.

Etiquetas
Mostrar mais

Lucas Dadalt

Físico Médico com formação pela USP e atualmente cursando mestrado em Física Aplicada a Medicina. No momento trabalho em tempo parcial com programação e produção de conteúdos nos mais variados temas como, por exemplo, finanças, investimentos, saúde e marketing.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar