Você sabe pesquisar? Seu próximo emprego pode depender disso!

Um dos efeitos da internet que considero perigoso para a trajetória de um profissional é a diminuição ou a total perda da capacidade de pesquisar. Não lembro quem, nem onde, nem quando (olha o efeito ai!) mencionou que pesquisador é aquele que consegue chegar a terceira página de site de busca. Até hoje eu me lembro da satisfação que tive quando aprendi como pesquisar as palavras no dicionário, dedilhando o canto superior e competindo para ver quem achava mais rápido a palavra. E as pesquisas nas enciclopédias? Ter o cuidado de não copiar e sim transformar em uma linguagem única e pessoal, mas com o conteúdo solicitado, e ao escrever e passar a limpo assimilávamos o referido conteúdo objeto da pesquisa. Aqui eu agradeço a Barsa, a Delta Larousse e a Disney. Sim eu tive uma enciclopédia Disney.

E qual o impacto disso hoje na busca de empregos, clientes e informações?

Fico estarrecido, e ainda chocado, como em alguns encontros comerciais, eventos sociais ou até em entrevistas de emprego alguns profissionais ficam com uma cara de espanto ou de completo desconhecimento de determinado projeto ou empresa instalada no nosso Estado ou em vias de ser instalada.

A dificuldade que alguns têm de conseguir buscar uma informação ou chegar até ao seu objetivo final. No meu caso específico, fazer o “hunting” (caça do profissional). Isso eu sinto em profissionais da área de Seleção. Perdeu-se a capacidade de pesquisar e acima de tudo ser criativo para conseguir as informações.

Vou definir como informação algo novo, notícia quente. E notícia, algo passado, que todo mundo já sabe.

Os profissionais hoje em dia se satisfazem com notícia e não com informação. Têm dificuldades em conseguir informações, pois não sabem mais pesquisar. Ou você acha que o único a ler aquela manchete da notícia no veículo de comunicação será você?

A capacidade de interpretação das informações que surgem nos eventos, palestras, conversas mais reservadas, leituras mais detalhadas, veículos direcionados e diversas são fundamentais para garantir uma alta performance profissional e a sua empregabilidade. A capacidade de armazenar as informações e utilizar com um objetivo e acima de tudo resultado específico é que vai acarretar o seu sucesso.

Vou exemplificar um cenário: você acabou de ler no jornal/revista/site ou qualquer outro veículo público que a empresa multinacional “X”, vai inaugurar a sua nova fábrica próxima semana. Você se espanta e pensa: “nossa, eu nem sabia que ela estava aqui, nem imaginava esta estrutura – vou mandar meu Currículo para lá!” Certamente você deve estar achando que não tem equipe montada e que será o primeiro e único a enviar seu currículo para lá. Vai esperando.

Profissionais têm que estar atentos a toda movimentação que acontece no mercado. Pequenas matérias de rodapé podem antecipar grandes projetos, tendências e informações interessantes para você em um futuro próximo. Todos olham as manchetes e capas, mas poucos leem e pesquisam as informações.

Garanto que ao começar a se estimular para esse tipo de atividade e leitura, colherá bons frutos e poderá ser um dos primeiros a estabelecer contato. Não terá a certeza que será o contratado, mas confesso e compartilho que quem chega primeiro tem alguns benefícios.

Por isso no happy hour de hoje, comece a pesquisar quais devem ser as suas leituras e como você pesquisa as informações do mercado. Pois, as empresas de recolocação / outplacement agradecem a sua ignorância, pois ganham dinheiro com ela. Grande abraço, sucesso e nunca desista dos seus sonhos.

Mostrar mais

Wesley Silva

Jornalista pós-graduado em mídia e redes sociais e jornalismo com passagens pelo Portal R7, Jornal do Trem, Impacto Comunicação.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar