Empresas Americanas são oportunidade! Resposta de Trump ao FED

Donald Trump em declarações polêmicas contra o Federal Reserve (FED) nesta semana, cita que o Banco Central Americano é um dos principais responsáveis por prejudicar o crescimento econômico do país.

O presidente dos Estados Unidos, voltou a comentar sobre o assunto neste natal, dia 25 de dezembro, relatando que o Fed anda aumentando as taxas de juros muito rapidamente, onde até pouco tempo atrás as empresas americanas eram as maiores do mundo, onde eram consideradas uma grande oportunidade de compra aos investidores nacionais e internacionais.

Ele cita as seguintes frases durante uma coletiva de imprensa no salão oval da Casa Branca:

“…Eles estão aumentando as taxas de juros muito rapidamente porque eles acreditam que a economia está muito bem. Mas eu acho que eles vão entender isso muito em breve…”

“…Eu tenho muita confiança nas nossas empresas. Temos empresas, as maiores do mundo, e elas estão indo muito bem. Elas têm números recordes. Então acredito que essa seja uma oportunidade enorme de compra…”

Nesta última citação, o americano estava conversando com tropas americanas por vídeo conferência.

Ações americanas em queda

Nas últimas semanas, as ações americanas estão sofrendo fortes quedas, devido à uma preocupação sobre o crescimento econômico de forma mais lerda. Trump por duas vezes cita o Fed como responsável pelo fraco crescimento, criticando abertamente Jerome Powell, atual presidente do Banco Central.

Porém Powell foi indicação do próprio Trump para o cargo. Alguns jornais e revistas especializadas na economia americana já sugeriram que o presidente Americano chegou a discutir a demissão de Jerome Powell, principalmente após uma declaração à Reuters no último mês de agosto, quando citou não estar empolgado com o atual presidente do Banco Central Americano.

As falas de Trump sobre o Fed neste natal, foi após os três maiores índices de ações americanas, encerrarem as atividades nesta segunda-feira, com uma queda de mais de 2%. Desde o último dia 20 de setembro de 2018, o S&P 500 acabou recuando 19,8% do seu valor “normal” de fechamento.

Os números da S&P indicam inclusive uma tendência de baixa, onde o mercado cita que uma queda trimestral em 20%, fortalece esta definição.

 Equipe de proteção contra “quedas”

O secretário do Tesouro americano, Steve Minuchin, em teleconferência com o grupo sobre mercados financeiros de Donald Trump, órgão que é chamado pelos especialistas de “equipe de proteção contra quedas”.  Inclusive o grupo só se reúne em situações consideradas de “emergência”, quando a volatilidade do mercado está forte.

Porém o que era pra ser um momento de “PAZ” no mercado acabou agitando ainda mais as bolsas. Isso porque os presentes na reunião citaram que nada estava fora do “normal” no mercado financeiro e isso foi encarado como algo sem muita convicção, já que na última semana o FED acabou novamente elevando as taxas de juros.

Mostrar mais

Wesley Silva

Jornalista pós-graduado em mídia e redes sociais e jornalismo com passagens pelo Portal R7, Jornal do Trem, Impacto Comunicação.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar