Finanças

Os juros dos empréstimos são altos? Saiba os valores antes de contratar!

Quanto maior for inflação no país, maiores será os juros aplicados em financiamentos e empréstimos.

Durante a década de 1980, a inflação no Brasil andou na casa dos 100% ao ano, ultrapassando os 1,000% na década de 1990. E essa elevação nas taxas exerce grande impacto sobre os juros dos empréstimos.

Isso acontece no Brasil porque tanto o Brasil como as instituições financeiras não levam em consideração a inflação ao médio prazo, com isso o banco central precisa elevar os juros dos empréstimos a fim de manter em equilíbrio a economia.

Assim, quanto maior for inflação no país, maiores será os juros aplicados em financiamentos e empréstimos.

Leia também:

Qual a diferença de financiamento e consórcio?

O que causa o juros dos empréstimos?

Pensando nesse cenário de instabilidade econômica que nosso país vem passando, dois fatores podem agravar o aumento do juros dos empréstimos, como o sistema judicial ineficiente, com leis de proteção aos credores e a falta de trabalho mútuo por parte do governos, gerando um gasto desnecessário.

Sistema Judicial ineficiente

Nesse fator se gera maior risco para o credor, pois não existem garantias que as dívidas serão pagas, a fim de haver uma cobrança judicial sobre o que foi acordado no momento do acerto de pagamento.

Ou seja, quando maior o riscos, menores serão as garantias e isso torna os juros dos empréstimos mais altos para quem realmente precisa de ajuda financeiro em momentos de aperto.

Sistema governacional sem atuação plena

Na economia, quando um governo gasta demais, surge a inflação. Ou seja, se houver altas taxas de juros, a inflação é segurada.

E quem define a inflação é o Banco Central que define por 12 meses como os juros vão ser elevados.
Para o mercado estrangeiro, as taxas de juros se torna lucrativo para eles. Até porque eles podem emprestar dinheiro para as empresas brasileiras ou pessoas físicas, e na hora do pagamentos os valores dos juros estarão aplicados nas parcelas.

Assim, a moeda local se supervalorizada, tornando-se boa para que deseja fazer importação, mas prejudica a economia, uma vez que os produtos brasileiros custam mais no mercado externo.

Nesse requisito, os produtos nacionais acabam ficando com altos impostos e ainda contam com a burocracia, baixa produtividade do trabalhador e má infraestrutura no país.

Enfim, a os juros dos empréstimos do Brasil são considerados um dos mais altos do mundo, e por se manter assim impendem o crescimento do país, visto que o negócio tem dificuldade em crescer até porque o empreendedor precisa pagar altas taxas de juros para os seus empréstimos.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar